portal de itaboraí servidor suporte ao servidor 2° via iptu 2017
publicada em 25 de outubro de 2017 por Prefeitura de Itaboraí
Saúde realiza roda de conversa em comemoração ao Outubro Rosa
imprimir

37627374630_ac88aa07c6_zProfissionais de Saúde e público em geral participaram, na manhã da última segunda-feira (23/10), no Salão Nobre da Prefeitura de Itaboraí, de uma roda de conversa com o tema “Saúde da Mulher nos Dias de Crise”, em homenagem ao Outubro Rosa, mês de combate e proteção ao câncer de mama.

Promovido pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Núcleo de Educação Permanente em Saúde (NEPS), a conversa foi ministrada pela ginecologista da rede municipal de Saúde há 24 anos, Drª. Valéria Chamusca e pelo psicólogo, que atua na Policlínica de Especialidades Médicas Vereador José Oliveira Filoco, em Manilha, Wagner Sousa.

O secretário municipal de Saúde, Júlio César Ambrósio fez questão de comparecer ao encontro e ressaltou que no próximo ano será planejado um evento maior, para um público maior de pessoas.

“Assim vamos disseminar ainda mais os conhecimentos aprendidos por meio dos profissionais especializados. Quero parabenizar a todos que vieram, gosto de fazer uma gestão compartilhada, por isso estou à disposição de todos vocês”, disse o secretário da pasta.

O psicólogo Wagner Sousa falou da mulher desde o final do século XIX, como propriedade masculina e seu empoderamento no final do século XX, sendo a mulher como propriedade de si mesma. E ainda sobre a crise como sintoma no corpo. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, as doenças reumatológicas autoimunes atinge mais as mulheres do que os homens.

“É preciso que as mulheres tenham um espaço para cuidar de si, escutar o corpo e colocar-se como prioridade. Assim, estabelecendo limites para suas atividades”, disse Wagner.

37627372280_ea31c875a9_zA Drª. Valéria Chamusca falou sobre prevenção ao câncer de mama, incluindo o autoexame da mama, feito pela própria mulher em busca de identificar possíveis nódulos nos seios, por meio de palpação de suas próprias mamas. E ainda sobre exames preventivos, mamografia, ultrassonagrafias. Além dos fatores de riscos inevitáveis e evitáveis para o câncer de mama e do colo do útero, e as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST).

“O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, depois do de pele não melanoma, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). E também acomete homens, porém é muito raro. É preciso que a mulher se conscientize, faça os exames regularmente e busque informações sobre o assunto”, destacou a ginecologista.

Presente ao encontro, a enfermeira da Estratégia de Saúde da Família, de Visconde, Márcia Valdetaro achou interessante as informações e orientações aprendidas.

“Eu realizo exames preventivos nas usuárias do posto de Saúde, então é muito importante adquirir mais conhecimentos. Sempre participo das capacitações e encontros promovidos pela Secretaria Municipal de Saúde. Vejo-me em diversas situações do colega e com isso, podemos trocar experiências e buscar a melhora no atendimento na Saúde pública do município”, destacou Márcia elogiando a disponibilidade dos profissionais que ministraram a roda de conversa.

Para a coordenadora do NEPS, Rosângela Martins o objetivo foi alcançado. “Peço que vocês possam multiplicar o conhecimento adquirido. No próximo mês vamos fazer algo relacionado ao homem, devido o Novembro Azul, uma campanha de conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata”, frisou Rosângela.

acesso restrito