PMI
PMI
Em 1 de fevereiro de 2018 por Comunicação / Prefeitura Municipal de Itaboraí
Saúde promove capacitação em Hanseníase
FacebookTwitterGoogle+LinkedInEmailShare

39277577174_0da85d9a0a_zA Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde e a Universidade Federal Fluminense (UFF) realizou na última segunda-feira (29/01), a capacitação prática da Hanseníase, para médicos, enfermeiros e técnicos das Unidades Básicas de Saúde dos bairros de Vale do Sol e São Joaquim. A capacitação teve o intuito de fortalecer o conhecimento na identificação do diagnóstico da doença e fornecer o tratamento da melhor forma possível.

A dermatologista e professora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Maria Cátia Gomes e a fisioterapeuta e doutoranda Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Natália Rodrigues foram responsáveis pela orientação dos profissionais na identificação de possíveis casos de Hanseníase e outros tipos de doenças de pele. Os servidores puderam participar dos atendimentos e integrar com os pacientes na buscar de identificar casos de Hanseníase no bairro.

“Trabalho há quase 30 anos com Hanseníase, é uma doença endêmica no Brasil, Índia e em outros países desenvolvidos. Por ocasião da comemoração do Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase, no dia 30 de janeiro, estamos otimizando essa data para treinar os profissionais das Unidades Básicas de Saúde. Portanto todos os médicos, enfermeiros e técnicos dos Postos de Saúde precisam saber o que é a doença, como se transmite e como identificar.”, disse a dermatologista Maria Cátia.

E no último dia 25 de janeiro foi realizado no auditório da Secretaria Municipal de Saúde e no Hospital Estadual Tavares de Macedo, em Venda das Pedras, palestras de capacitação em Hanseníase, para médicos, enfermeiros e outros. A capacitação visou ampliar os conhecimentos sobre diagnóstico precoce e tratamento da Hanseníase, de forma que a doença possa ser identificada e tratada em todas as Unidades Básicas de Saúde da cidade.

39278041404_7ccf5909b4_zA coordenadora do Programa Municipal de Hanseníase, Vanesca Temoteo ressaltou que no dia 28 de janeiro foi comemorado o Dia Mundial de Combate à Hanseníase, portanto quanto antes houver o diagnóstico, mais rápido e fácil também pode ser a cura da doença. “É preciso treinar os profissionais para fazer uma busca ativa desses pacientes e firmar a importância do diagnóstico”, afirmou Vanesca.

Os treinamentos de capacitação foram divididos em duas equipes, a primeira ficou na Secretaria de Municipal de Saúde e foi destinado a enfermeiros e médicos, que  assistiram slides explicativos com gráficos e proporções do avanço e da cura da doença. Paralelamente, a outra equipe foi para Hospital Estadual Tavares de Macedo, aonde agentes comunitários das Unidades de Atenção Básica puderam receber orientações, fazer perguntas e trocar experiências.

 “Capacitar os servidores das Unidades Básicas a este serviço e ampliar o acesso ao tratamento da Hanseníase para a população é essencial, pois é uma doença silenciosa e os servidores precisam estar capacitados para identificar e fornecer o procedimento de tratamento aos pacientes”, disse André Luiz, coordenador de Hanseníase do Rio de Janeiro.

A dermatologista e assessora do departamento de Hanseníase da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Drª. Sandra Maria Barbosa especializada no assunto abordou entre outros aspectos importantes, o diagnóstico precoce, sinais e sintomas, forma de transmissão, tratamento e reações hansênicas.

A enfermeira do Posto de Saúde de Visconde, Márcia Valdetaro relatou a importância desta troca de informações e palestras de capacitação para os servidores da Saúde municipal. “A hanseníase não é brincadeira, é preciso alertar a população sobre os sintomas e sobre como tratar a doença. Por isso a capacitação é essencial para retermos o conhecimento que aprendemos aqui e assim ajudar outras pessoas”, disse Márcia.

 

Portal Oficial da Prefeitura Municipal de Itaboraí
Praça Marechal Floriano Peixoto, 97 - Centro, Itaboraí - RJ, 24800-165
©2018 - Desenvolvido por Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Sustentável