• Central de Atendimento:
  • 3639-1505 | 3639-1875
  • Nossa Estrutura
Em 30 de maio de 2018 por Comunicação / Prefeitura Municipal de Itaboraí
Projeto leva treinamento esportivo a crianças e jovens de Itaboraí
FacebookTwitterGoogle+LinkedInEmailShare

41530871375_ab2c9b306d_zO Campo do Oriente, ao lado do Hospital Municipal Desembargador Leal Júnior, em Nancilândia abriga as aulas de futebol do Projeto Unindo Forças. Com aproximadamente 120 inscritos, sendo meninos de 8 a 20 anos, o Unindo Forças é uma das mais de 20 escolinhas comunitárias contempladas com o Programa de Apoio às Escolinhas Comunitárias (PAEC) no município, oferecido pela Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo.

O PAEC é um programa municipal que estava desativado desde 2016 e retomou no início de 2018, com o intuito de incentivar as crianças e jovens ao esporte. Assim, proporcionando condições de desenvolvimento humano e melhoria das condições de vida através do envolvimento das modalidades esportivas.

As escolinhas receberam kits esportivos, contendo bolas, cones, coletes, tênis, apitos, uniformes e bomba de ar. Além de participarem de campeonatos municipais, eventos esportivos e outros.

41530874755_67068535ed_zSegundo o treinador de futebol do Unindo Forças, Carlos Rocco, a intenção do projeto não é apenas formar atletas, e sim homens de bem. Ocupar o tempo deles com um esporte e mesmo com todas as dificuldades existentes, nunca perder a esperança. É mostrar que o sonho não acabou.

“Esses meninos estão tendo uma oportunidade que eu não tive quando criança. De ter aulas gratuitas de futebol, e assim, quem sabe um dia se tornar um profissional do esporte. Temos muitos talentos aqui, inclusive dois atletas estão no Esporte Clube Atlético Carioca, no sub 17, e mais três na base do ADI (Associação Desportiva Itaboraí)”, disse Carlos ressaltando a satisfação em doar um pouco do seu tempo para o projeto e ver o sorriso no rosto dos meninos.

Atualmente o PAEC abriga aproximadamente 30 instituições no município, divididas entre escolinhas comunitárias de futebol, além de outros núcleos com variadas atividades como, futsal, futebol society, handebol, handebol, vôlei e rugby. Ao todo, são cerca de 1,6 mil participantes, entre seis e 17 anos. E também adultos nas modalidades de futebol, futsal, rugby e handebol. O programa ainda promove ações de orientação pedagógica e incentiva eventos de intercâmbio e ações sociais.

Assim como muitos meninos, João Victor Gonçalves, 13 anos tem o sonho de ser jogador de futebol e viu na escolinha comunitária a oportunidade de aprender mais sobre o esporte. “Eu gosto muito de treinar aqui, aprendo toque de bola, chutes e exercícios físicos. E ainda sou cobrado quanto às notas na escola. Meu sonho é ser jogador de futebol e não quero desistir de lutar”, disse o morador do Sossego e aluno do 8º ano do Ensino Fundamental do Colégio Estadual Visconde de Itaboraí (CEVI), no Centro.

27563146097_8ec3924320_zAs aulas do Unindo Forças acontecem as terças e quintas-feiras, das 8h às 10h e das 15h às 18h. E também aos sábados, de 8h às 11h. O treino de terça-feira é mais voltado para o lado físico e o de quinta para a parte técnica, jogadas ensaiadas e outros. E no sábado acontecem jogos coletivos e amistosos, e posicionamento dos atletas. Em todos os dias de treino, corrida para aquecimento e alongamento.

Para o coordenador do PAEC, Brener Antunes, a Prefeitura está mais próxima das escolinhas, e não apenas distribuindo os materiais esportivos. “Quero passar para esses meninos que eu também comecei em escolinha comunitária e hoje sou realizado por ter sido jogador profissional, ter jogado em grande clube e no Maracanã lotado. E mesmo que não consigam ser jogador profissional, o mais importante é estarem longe dos perigos da rua”, disse Brener, que já jogou pelo Clube de Regatas Vasco da Gama; Avaí; Guarani e fora do país, na Malásia.

Integrante do Projeto Unindo Forças, Vitor Barbosa viu a necessidade da comunidade em fazer uma atividade esportiva e daí surgiu à ideia de criar o projeto, que existe há 10 meses. “Aqui trabalhamos na garotada a esperança através do futebol. E senão tivéssemos o apoio da Prefeitura de Itaboraí seria quase impossível. Meu sonho é olhar para esses meninos e vê-los formados cidadãos íntegros. O futuro do nosso país se dar pelas crianças”, disse Vitor.

41530873385_39acc73e16_zPara participar, os interessados devem comparecer ao Campo do Oriente com short próprio para futebol e chuteira, acompanhado de um responsável, nos horários das aulas.

Portal Oficial da Prefeitura Municipal de Itaboraí
Praça Marechal Floriano Peixoto, 97 - Centro, Itaboraí - RJ, 24800-165
©2018 - Desenvolvido por Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Sustentável