• Central de Atendimento:
  • 3639-1505 | 3639-1875
  • Nossa Estrutura
Em 6 de junho de 2018 por Comunicação / Prefeitura Municipal de Itaboraí
Profissionais da Educação participam da I Jornada Pedagógica da Alfabetização
FacebookTwitterGoogle+LinkedInEmailShare

42575131012_6f91f9c0b7_zParticiparam nesta quarta-feira, 06 de junho, no Rotary Clube de Itaboraí, aproximadamente 600 profissionais da Educação, entre professores alfabetizadores; professores assistentes do Programa Mais Alfabetização; articuladores do Programa Novo Mais Educação; professores do Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa – PNAIC e equipe diretiva, da I Jornada Pedagógica da Alfabetização. Além da equipe organizadora do evento, da Secretaria Municipal de Educação.

Com o tema “Práticas Alfabetizadoras: o lugar do texto na escola”, a jornada teve objetivo de dar visibilidade às práticas pedagógicas planejadas e desenvolvidas em instituições que atendem ao ciclo de alfabetização da rede pública de ensino. O encontro contou ainda com o seminário de encerramento do PNAIC 2017/2018, com 21 professoras formadoras, que trabalharam com turmas de aproximadamente 25 docentes da rede municipal de ensino, que atuam no ciclo de alfabetização, do 1º ao 3º do Ensino Fundamental.

42575131282_898339aa57_zO secretário municipal de Educação, Marcos Dias destacou sua satisfação e estranhamento em participar da jornada, visto que nunca alfabetizou uma criança. “Eu não tenho a experiência de muitos aqui, mas acho o trabalho de alfabetização de suma importância. Temos que reconhecer e parabenizar os profissionais da área. Este trabalho é a base e tem sempre que ser reforçada, e sei o quanto vocês fazem isso bem. Esta jornada é um momento de formação e troca de experiências”, disse o gestor da pasta.

A jornada contou com palestra relacionada ao tema, com as professoras Márcia Lisbôa e Gabriela Medela, ambas da Faculdade de Formação de Professores da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ/FFP). Márcia palestrou sobre reflexão de letramentos nas séries iniciais; linha do tempo da alfabetização no Brasil; apropriação da escrita, dentre outros.

“Esta é uma oportunidade indescritível falar para tantos professores alfabetizadores, e estar aqui representando a UERJ é uma forma de resistência. Quero parabenizar esta Secretaria de Educação e destacar a alegria de ver tantas pessoas envolvidas com a alfabetização e ver lindos trabalhos realizados em sala de aula”, disse Márcia Lisbôa, ressaltando ainda o orgulho de dividir a palestra com a sua orientanda Gabriela.

41725476215_8165639699_zProsseguindo com a palestra, Gabriela Medela mostrou um pouco de sua experiência como professora de alfabetização da rede municipal de ensino de Niterói. Segundo a mestranda de Letras, estamos em um momento de reinvenção da alfabetização. Não existe mais um método, e cada professor tem que encontrar seu próprio método, de acordo com seus alunos, contexto sociocultural e outros.

“Há 12 anos leciono, e pelo menos 10 anos alfabetizando crianças. Propus-me a reinventar a alfabetização na sala de aula, e atualmente trabalho na Escola Municipal Dom José Pereira Alves, em Niterói, com estudantes do 1º ano. Trabalhamos tratando os alunos como sujeitos do processo de aprendizagem; acreditando em suas potencialidades; embasando-se teoricamente e através de um trabalho coletivo com os demais membros da equipe escolar”, frisou Gabriela, que por diversas vezes foi aplaudida pelos presentes.

Gabriela mostrou ainda, por meio de fotos em telão, as atividades realizadas com os alunos. Dentre elas, as rodas de leitura diária; o cantinho da leitura e das novidades; as prateleiras de jogos e gibis e as caixas de atividades extras e de brinquedos. Além da contação de história, inclusive realizada com alunos de anos superiores; atividades coletivas e de reflexão sobre a escrita e outros.

42575132042_0804b5a3a5_zOs professores tiveram a oportunidade de compartilhar suas experiências e práticas realizadas nas escolas da rede municipal, por meio de apresentação em banners. E ainda relatos orais de práticas pedagógicas do Ciclo de Alfabetização, narrada por oito grupos de professores, destacando os métodos realizados dentro da sala de aula. Ao todo, aproximadamente 50 banners ficaram expostos, mostrando o trabalho das práticas pedagógicas da Educação Infantil, do Ciclo de Alfabetização e do Programa Novo Mais Educação.

As professoras da Escola Municipalizada Prefeito João de Magalhães, em Visconde, Sara Alves e Andréia Castanho relataram o trabalho realizado com a turma de 1º ano, com o tema “Tecendo e resignificando o saber/fazer da prática pedagógica”.

“Estamos trabalhando com o tema este ano e tendo ótimos resultados, com uma turma de aproximadamente 25 alunos. Esta jornada foi uma complementação do que aprendemos na faculdade, uma espécie de capacitação, necessária aos professores. Não conhecia as palestrantes, mas gostei bastante. Além da troca de experiência e a oportunidade de conhecer o que está sendo trabalhado em outras escolas da rede municipal”, disse Sara Alves, professora da rede desde 2012 e graduada em Pedagogia pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

41725477005_03986126f9_zO evento contou ainda com apresentação de ginástica rítmica, com alunos da Escola Municipal Roberta Maria Sodré de Macedo, em Apolo II. Uma “canja” musical com um dos homenageados na Feira do Livro deste ano, o itaboraiense Nini Alcântara, que ainda é compositor e escritor. Além de sorteio de livros, entre os participantes, que ainda receberam declaração de presença e posteriormente certificado de participação, que será entregue nas escolas.

E também apresentação de leitura de livros, com alunos da Escola Municipal Adelaide de Magalhães; dança com estudantes da Escola Municipalizada Prefeito João de Magalhães; apresentação do “Baú de tesouros literários, com a Escola Municipal Vereador Dimas Monteiro Nogueira, todas as unidades localizadas no distrito de Visconde. E ainda oficina de ler, escrever, cantar e brincar realizada pelos alunos da Escola Municipal Jornalista Alberto Torres e leitura sobre o tema “lugar de texto é na escola”, com estudantes do CIEP 452 Joaquim Pedro de Andrade, ambas escolas situadas no bairro Apollo II.

Por Thaís Azevedo

Portal Oficial da Prefeitura Municipal de Itaboraí
Praça Marechal Floriano Peixoto, 97 - Centro, Itaboraí - RJ, 24800-165
©2018 - Desenvolvido por Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Sustentável