• Central de Atendimento:
  • 3639-1505 | 3639-1875
  • Nossa Estrutura
Em 8 de junho de 2018 por Comunicação / Prefeitura Municipal de Itaboraí
Policlínica de Manilha realiza evento para Polo de Ostomizados
FacebookTwitterGoogle+LinkedInEmailShare

41936370574_be480fc208_zA direção administrativa e profissionais da Policlínica de Especialidades Médicas Vereador José de Oliveira Filoco, em Manilha realizaram na manhã da última quinta-feira (07/06), uma reunião com os pacientes do Polo de Ostomizados, do Núcleo Regional de Itaboraí. O encontro contou com profissionais da área de Direito e Saúde, com o intuito de levar conhecimento aos usuários do Polo. Os pacientes ainda foram surpreendidos com uma linda mesa de café da manhã e distribuição de chaveiros de feltro em formato de borboleta, símbolo dos Ostomizados.

O secretário municipal de Saúde, Júlio César Ambrósio fez questão de comparecer ao evento e parabenizar a direção e equipe da Policlínica, pelo excelente trabalho a frente do equipamento de Saúde. “Esta equipe tem revolucionado o atendimento na Policlínica e isso muito alegra a gestão. Hoje este Polo tem uma nova diretriz, que é beneficiar cada vez mais o usuário. E esta reunião é uma forma de agregar valores e conhecimentos para vocês”, disse o gestor da pasta, ao lado do vereador Bil, que representou a Câmara de Vereadores.

41936369784_10f831ab83_zO advogado Sérgio Rodrigues falou sobre os direitos dos Ostomizados, ainda desconhecido pela maioria da população e deveres do Poder Público. Dentre os direitos estão à quitação da casa própria; passe livre; isenção de IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores); benefício assistencial e outros.

O evento contou também com a palestra “Qualidade de Vida em pacientes com estomia”, ministrada pela enfermeira do Polo, Daniele Brito Valladão, mestranda em Ciências do Cuidado em Saúde pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e enfermeira oncológica e estomaterapeuta.  E ainda “Cuidados com o estoma: estilo de vida e Saúde”, pela enfermeira estomaterapeuta e assessora técnica e de treinamento da empresa Convatec, Ana Lígia Sousa. A palestrante esclareceu dúvidas sobre cuidados diários com a pele, alimentação, uso das bolsas coletoras e higiene pessoal.

27785390727_a2ea630689_zA diretora da Policlínica, Elizabeth Claudino ressaltou a satisfação de ver a reunião com bastante participantes e afirmou que as reuniões serão bimestrais, sempre trazendo conhecimento de diversas áreas. “Antes, vocês tinham que vir às reuniões mensais para buscar o kit das bolsas coletoras, mas agora é diferente. Os kits podem ser retirados uma vez ao mês, sendo de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h”, disse Elizabeth ao lado da coordenadora do Polo, a enfermeira Marlene da Silva.

Além do município de Itaboraí, o Núcleo Regional dos Ostomizados atende os municípios de Tanguá, Rio Bonito, Silva Jardim e Maricá. Ao todo, são aproximadamente 300 pessoas atendidas. Os pacientes cadastrados, que realizaram procedimentos cirúrgicos para exteriorizar os sistemas digestivos ou urinários (ostomizados) recebem um kit contendo 10 bolsas coletoras de fezes (colostomia) e/ou urina (urostomia) e materiais como gases, luvas, creme barreira (para higienização da pele), lenços, pó cicatrizante e outros itens, dependendo da avaliação médica. E são atendidos por uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, enfermeiras, assistente social, nutricionista e psicólogo.

27785389767_9ffc3e77e5_zPara se cadastrar no Polo, os novos ostomizados devem procurar a Policlínica de Manilha com a seguinte documentação: RG, CPF, cartão do SUS, comprovante de residência e laudo médico.

Ainda segundo o secretário municipal de Saúde, é necessário exaltar o compromisso do prefeito de Itaboraí, Dr. Sadinoel Souza por manter o Núcleo Regional dos Ostomizados. “Os outros municípios não querem ter esta responsabilidade. O repasse que recebemos do Governo Federal e dos municípios não suprem 30% do que temos de aquisição no polo, o restante é custeado pela Prefeitura. Nosso compromisso é com a Saúde de qualidade”, disse Júlio César.

Quem também falou para os presentes e deu o seu testemunho de vida foi o senhor Eli Toledo, morador de Tanguá e ostomizado há 12 anos. Atualmente, Eli ministra oficina de artesanato gratuita na Policlínica e conta com aproximadamente 12 alunos, sendo ostomizados ou não. As aulas acontecem na própria Policlínica, às terças-feiras, das 9h às 12h. Ainda há vagas.

“Fui motorista de ônibus durante 33 anos e depois do câncer de bexiga e a cirurgia, tive que procurar algo para ocupar a cabeça. Foi quando descobri o artesanato, por meio da minha sogra, que me ensinou. Nós ostomizados não temos que ficar de cabeça baixa só porque usamos essas bolsinhas. Eu sei do preconceito, mas uso a minha naturalmente, sem escondê-la. Temos que cuidar da nossa saúde e agradecer a Deus pelo dom da vida”, disse Eli, que também expos seus objetos produzidos com materiais reciclados para exposição.

  Saiba mais: 

Ostomia é uma intervenção cirúrgica que permite criar uma comunicação entre o órgão interno e o exterior, com finalidade de eliminar os dejetos do organismo. A nova abertura que se cria com o exterior chama-se estoma. A razão para se criar um estoma ocorre por motivo de perfurações acidentais no abdome, câncer no reto, no intestino grosso ou na bexiga. Pacientes portadores de traqueostomia e os que usam cateteres ou sondas também são considerados ostomizados.

Por Thaís Azevedo

Portal Oficial da Prefeitura Municipal de Itaboraí
Praça Marechal Floriano Peixoto, 97 - Centro, Itaboraí - RJ, 24800-165
©2018 - Desenvolvido por Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Sustentável