• Central de Atendimento:
  • 3639-1505 | 3639-1875
  • Nossa Estrutura
Em 13 de junho de 2018 por Comunicação / Prefeitura Municipal de Itaboraí
Prefeitura de Itaboraí oferece alimentação escolar de qualidade
FacebookTwitterGoogle+LinkedInEmailShare

40949145450_9f7c4ed1f8_zCom 92 unidades escolares e dois projetos, sendo o Espaço de Atendimento ao Desenvolvimento Integral (EADI) – Professora Eliane da Silva Barbosa e o Núcleo de Atendimento Psicopedagógico da Educação Municipal (Napem), totalizando mais de 30 mil estudantes na rede municipal pública de ensino, a Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme) oferece uma alimentação escolar de qualidade para os alunos da Educação Infantil a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Dentre os alimentos estão, feijão, arroz, macarrão, chocolate e leite em pó, frutas, legumes, verduras e carnes. E ainda alimentos fornecidos por agricultores rurais do município, que são no mínimo 30%, por meio do Programa Nacional de Desenvolvimento da Agricultura (Pronaf), que concede crédito rural e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que permite o fornecimento de alimentos para a alimentação escolar.

Os agricultores locais e de proximidade fornecem alimentos em grande quantidade, como, aipim, banana prata, banana d’água, laranja seleta, laranja lima, tangerina, abóbora, inhame, quiabo, batata doce, goiaba, maracujá, vagem, caqui, alface, cheiro verde, couve, abobrinha, limão, mamão e abacate. E uns em pouca quantidade, como beterraba, cenoura, espinafre e repolho.

42710742242_6d250849d9_zQuem garante a qualidade da merenda é a aluna da Escola Municipal Professora Marly Cid Almeida de Abreu, em Nancilândia, Thalia Gleyci Lima, do 8º ano, que almoça todos os dias na unidade escolar, juntamente com suas colegas de turma. “A comida é muito gostosa e ainda tem sobremesa, que hoje foi laranja. Eu saio da aula e já vou para o refeitório, para depois ir direto para casa”, disse Thalia, destacando o cardápio, contendo arroz, feijão e frango com inhame.

A Escola Municipal Professora Marly Cid Almeida de Abreu conta com aproximadamente 820 alunos, do Ensino Fundamental (1º ao 9º) a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e 110 funcionários, divididos nos turnos da manhã, tarde e noite. Segundo a diretora geral, Marinilce Chaves Cardoso, para muitos alunos a merenda é necessária, visto que possuem uma carência de comida balanceada em casa.

De acordo com a distribuição diária de refeições, no mês de maio, por exemplo, foram servidas mais de 10 mil refeições na escola Marly Cid. A quantidade de merenda distribuída varia conforme a aceitação do aluno e funcionário. No dia 7 de maio foram 402 refeições servidas durante o dia, incluindo desjejum, almoços, lanche e jantar. E já no dia 18 do mesmo mês, com o cardápio contendo arroz, feijão, frango, aipim, salada de cenoura, suco de caju e biscoito doce foram servidas 756 refeições.

42710741902_e6feb8506c_zSegundo a nutricionista responsável técnica da Coordenação de Alimentação Escolar da Seme, Mariana Oliveira, as escolas recebem mensalmente um cardápio padronizado, de acordo com as necessidades nutricionais da faixa etária do aluno e da realidade da escola. Os cardápios podem sofrer alterações em razão do abastecimento, sazonalidade e custo dos alimentos. As alterações devem ser feitas dentro dos grupos alimentares e não podem prejudicar o valor nutricional das refeições. Os grupos alimentares são proteínas, carboidratos e lipídeos. Vale ressaltar que os alunos matriculados em horário parcial devem receber duas refeições diárias e os de horário integral, quatro.

“As despensas das escolas estão abastecidas. Ao todo são distribuídos mensalmente, entre todas as unidades, aproximadamente 9 mil quilos de carne vermelha (moída, picada e fígado) e 9 mil quilos de carne branca (frango e peixe). Além de 8,5 mil quilos de arroz; 6,5 mil quilos de feijão; 4 mil quilos de macarrão (espaguete e parafuso); 9,7 pacotes de 400 gramas de leite em pó; 18,4 biscoitos (doces e salgados); 12 mil pacotes de pães (pão doce, broa de milho, pão de forma e pão careca) e outros”, disse Mariana.

41859499925_8a27a99934_zNa Escola Municipal Therezinha de Jesus Pereira da Silva, no Rio Várzea, que possui aproximadamente 460 alunos, da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental e 55 funcionários são servidas entre 250 e 350 refeições diárias.

Segundo a professora de Educação Infantil, Juliana Fonseca, a sua turma, com 18 alunos, de 4 anos de idade é uma das que mais se alimentam com a merenda escolar e ainda repetem.

“Mesmo os alunos que trazem lanche de casa, merendam a comida da escola, que por sinal é muito gostosa e eu também como. Daqui vou direto para outra escola, em Manilha, aonde sou mediadora, e já é um adianto. É de suma importância a alimentação escolar para essas crianças, pois ajuda no processo de aprendizagem e na situação financeira das famílias, visto que muitas não têm esses alimentos em casa”, disse Juliana.

Quem também aprovou a comida da escola e ainda mandou um recado foi o pequeno Adryan Barbosa, 4 anos. “A comida é gostosa e me deixa forte e com saúde. Todos tinham que comer, e eu sempre como mais de uma vez”, disse Adryan.

Para a cozinheira, Creuza de Mello é uma satisfação poder preparar a comida dos alunos e ela faz com total amor e dedicação. “É maravilhoso ver que eles gostam das comidas preparadas por nós. Já aconteceu de cozinharmos até mesmo nas férias escolares, porque as crianças vinham na frente da escola para nos pedir, e nós fazíamos o que tinha no estoque”, disse Creuza que trabalha há quase 8 anos na Escola Municipal Therezinha de Jesus.

42760010091_f0c940b5fa_zJá na Escola Municipal Professora Suzete Pereira Goettnauer, no Areal, é com brilho nos olhos que os alunos elogiam a alimentação escolar. Para o estudante do 5º ano do Ensino Fundamental, Jhonathan Magalhães, 11 anos a comida é muito gostosa e ele sempre come pelo menos duas vezes cada refeição. “Eu só não como mais, porque as tias não deixam. A comida daqui é melhor do que da minha casa. E tem merenda todos os dias, só na greve dos caminhoneiros que não teve aula uns dias, e com isso nem merenda”, disse Jhonathan.

Com a mesma opinião de Jhonathan, a aula Lauana Iva de Sousa, 12 anos também adora a comida da escola, que segundo ela é preparada com muito carinho pelas merendeiras. Além da limpeza da cozinha e do refeitório. “Eu também repito as refeições e gosto mais do que a comida da minha casa”, disse a estudante do 5º ano.

Por Thaís Azevedo

Portal Oficial da Prefeitura Municipal de Itaboraí
Praça Marechal Floriano Peixoto, 97 - Centro, Itaboraí - RJ, 24800-165
©2018 - Desenvolvido por Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Sustentável