PMI
PMI
Em 18 de dezembro de 2019 por Comunicação / Prefeitura Municipal de Itaboraí

Agentes de Endemias intensificam ainda mais o trabalho com a chegada do verão

Itaboraí registrou queda de quase 75% nos casos de dengue, zika, chikungunya em 2019

db2a6b10-b9bc-4f4a-b817-9aca92129a05Integrantes da Prefeitura de Itaboraí que formam o Comitê Intersetorial de Enfrentamento as Arboviroses, reuniram-se nesta quarta-feira (18/12), no Centro, para discussão e planejamento das ações de enfrentamento as doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem dengue, zika, febre chikungunya e febre amarela.

Segundo a subsecretaria de Vigilância em Saúde de Itaboraí, reduzir o número de casos dessas doenças é hoje um grande desafio para profissionais de saúde e para a população em geral. Mas Itaboraí está trabalhando sério e o resultado do já vem aparecendo. A cidade registrou uma queda nos casos de arboviroses, de acordo com dados do Departamento de Epidemiologia, da Secretaria Municipal de Saúde.

No ano de 2018, as doenças causadas pelos chamados arbovírus registraram juntas 9.001 casos no município. Já no ano de 2019, os números caíram drasticamente. Foram 2.253 casos no mesmo período em relação ao ano passado, registrando uma queda de 74,86% dos casos.

117be626-cf64-44a2-8b60-90283c40cf52O Programa Municipal de Controle da Dengue já tem 70% do município de Itaboraí mapeado. De janeiro a outubro de 2019, 585.857 imóveis foram vistoriados pelos Agentes de Controle de Endemias, que somam 225 profissionais na cidade.

“Com um intenso trabalho estamos evitando a proliferação de mosquitos e reduzindo a circulação viral em Itaboraí. Mas também é necessário o esforço de todos e a prevenção domiciliar é extremamente importante, por isso é necessário eliminar criadouros sempre que possível, ou manter os reservatórios e qualquer local que possa acumular água, totalmente cobertos, impedindo o acesso dos mosquitos”, ressaltou o subsecretário de Vigilância em Saúde, Renato Botticini.

e0ded412-4715-4ea4-aca2-7fc73ddacbefDe acordo com o subsecretário, os trabalhos de vistorias dos imóveis, somado aos mutirões nos bairros, capacitação nas escolas e nas empresas privadas, vem surtindo resultados satisfatórios para o município. Parcerias com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), palestras nas escolas e capacitações da equipe também vem auxiliando para a queda brusca dos índices de arboviroses em Itaboraí.

As recusas de vistorias dos imóveis é apontado pela Secretaria de Saúde como um dado preocupante. De acordo com levantamento, 1.998 proprietários fecharam as portas para as vistorias dos agentes de combate às endemias somente este ano. Outros 87.815 imóveis não foram vistoriados porque estavam fechados no momento de visita dos agentes.

4ea0b10a-21c8-4b96-84f8-b3f84aae672a“Um agente de combate às endemias estará sempre uniformizado, portando um crachá de identificação como servidor da Prefeitura de Itaboraí. Eles tentam identificar nas residências possíveis focos do mosquito e os elimina. As equipes promovem ainda ações de educação em saúde junto à comunidade informando sobre os riscos das doenças”, comentou o coordenador do Programa Municipal de Controle da Dengue, Adriano de Paula Pereira.

Por ASCOM/Secretaria de Saúde

LEIA MAIS EM PMI




  • Portal Oficial da Prefeitura Municipal de Itaboraí
    Praça Marechal Floriano Peixoto, 97 - Centro, Itaboraí - RJ, 24800-165
    Fale Conosco: comunicacao@itaborai.rj.gov.br
    ©2020 - Desenvolvido por Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Sustentável